Quinta-feira, 13 de Março de 2008

Roteiro Turístico pelas Repúblicas de Coimbra

        Uma vez que decidimos mudar o nosso projecto final e, visto que teríamos de ter um projecto que dinamizasse a nossa cidade, decidimos aceitar a ajuda do júri do  Concurso  "Cidades Criativas".

        Assim, o nosso projecto será um Roteiro Turístico pelas Repúblicas de Coimbra, tendo este como principal objectivo rejuvenescer e revalorizar a zona da alta de Coimbra. Pretende ainda dar maior importância/destaque às  várias Repúblicas Conimbricenses e sua história; valorizar o Património Histórico e Cultural da nossa cidade e por fim dá-lo a conhecer a turistas e a restantes curiosos.

     Esperamos assim, incentivar à prática do turismo nesta mesma zona, para isso, contamos com o precioso apoio da Câmara Municipal de Coimbra ( Centro Turístico).

 

 

 

            

 

                    Exposição do nosso projecto à comunidade escolar.

 


publicado por Os_bichos* às 17:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Alteração do Projecto

        No passado dia 23 de Fevereiro demos a conhecer o nosso Projecto ao júri do Concurso "Cidades Criativas" na Escola Secundária Dona Maria.

A apresentação decorreu sobre o olhar atento do júri e de outros grupos participantes que lá se encontravam.

      Nós, "Os Bichos", ficámos realmente impressionados com as outras apresentações, pois nao imaginávamos que houvesse tanto empenho e dedicação por parte das restantes equipas.

Como não podia deixar de ser, no final, o júri teceu vários comentários a fim de ajudar cada equipa, não sendo a nossa excepção. Ouvimos atentamente as críticas construtivas ao nosso projecto e aceitámos a ajuda do júri. A este, desde já, o nosso obrigado!

 

 

A Diana e a Marta

 

A Mónica e  a Ana

 

      Após a participação no "CCC on the Road" o grupo, "Os Bichos", apoiando-se nos comentários elaborados pelo júri, decidiu mudar o projecto final, que seria o video "Praxe vs Anti-praxe" para a realização de um "Roteiro Turístico pelas Repúblicas de Coimbra".


publicado por Os_bichos* às 17:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2007

"DVRA PRAXIS SED PRAXIS"

Ordem praxe e academia:

    Foi iniciada em 1970, em Coimbra, com o fim do Luto Negro, por um grupo de Veteranos preocupados com a “perseguição política” e os exageros que caracterizavam a reactivada praxe Coimbrã.

O Secretismo desta Ordem tem trabalhado em seu favor, assim os seus membros poderiam deambular livremente na Praxe observando as actividades desenvolvidas.

Nos dias de hoje as actividades da Ordem Praxe e Academia alastram-se quer em território Nacional como Internacional.

 

Simbolos da Ordem:

 

Símbolo oficial da Ordem Praxe e Academia:

(Significa Honra e Tradição e o seu uso é restrito)

 

            

 

Símbolo da Ordem Praxe e Academia por excelência:

(Símbolo Tradicional – colher de pau, Moca,

Tesoura e a Caveira)

       

 

Objectivos da Ordem:

 

Observar a Praxe, Registar as Tradições das Academias e Ensinar para garantir que as praxes se mantenham de forma tradicional como sempre foram, sem adulterações.

Acabar com todos os desleixos e abusos que tanto têm conspurcado o bom nome da praxe académica.

 

Organização interna:

 

Consílium

Grão-Mestre

Reitor da Confraria das Latas

Superior Concelho da Ordem

Arquivista Geral

Tesoureiro Geral

Grão-Prior

Prior

Cavaleiro Veterano

Cavaleiro

Servente

Cadete

 

Insígnias da Praxe: 


Colher de pau: tem de ter escrito na parte interior ”Dura Praxis Sed Praxis”;

Moca: de pau, não pode ter saliências na cabeça, no caso de ser a formação de uma nova Trupe, pode ser substituída por um fósforo ainda c a cabeça por queimar;

Tesoura: não pode ter bicos nem ser desmontável.

 

As sanções da Praxe podem ser aplicadas por Doutores na Praxe, Veteranos á futrica, Trupes Ordinárias e Trupes Extraordinárias.

 

Insígnias pessoais:

 

Grelo e Fitas que cada portador usa com as cores da sua faculdade.

As insígnias pessoais só podem ser usadas estando os seus portadores na PRAXE.

Só são postas no dia da Latada ou Cortejo respectivo ás 10 horas da manhã no caso do Grelo é ás 11 horas na cerimónia da Queima do Grelo no dia do Cortejo da Queima das Fitas, no caso das Fitas.

 

Cores das Faculdades:

 

Medicina – amarelo

Direito – vermelho

Ciências e tecnologia – azul claro (licenciaturas), azul-claro e branco (engenharias, matemática e arquitectura)

Letras – azul-escuro

Farmácia – roxo

Economia – vermelho e branco

Psicologia e Ciências da Educação – laranja

Ciências do Desporto e Educação Física – castanho terra e branco

 

Usos e costumes:

 

A Praxe Académica é fruto de uma vivência especial e diferente, gerada e desenvolvida em Coimbra ao longo de séculos e gerações, e representa uma das belezas desta Academia secular

A Academia de Coimbra é a personificação de uma cultura única que vincula as gerações que os anos escolares não conseguem limitar.

 

A Praxe actualmente não vai alem do corte do cabelo, da mobilização do caloiro e de umas “festas” ás unhas dos infractores (com mais frequência no inicio dos anos lectivos).

Esta (a Praxe) tem um espírito de entreajuda, solidariedade e camaradagem. Tem vindo também a adaptar-se aos novos tempos. É através desta que o estudante desenvolve um profundo amor e orgulho pela instituição que frequenta, a sua segunda casa.

A Praxe Académica e o uso da Capa e Batina representam humildade e o respeito pelos outros.

Coimbra é história, cultura e tradição, cabendo aos estudantes a defesa de tão grandioso património.

A Praxe Coimbrã tem características únicas e inconfundíveis, e mesmo quando copiadas nunca essas cópias se confundem com o original.


Hierarquia da Praxe Académica:

 

Dux

Veterano

Doutor

Pastrano

Caloiro


publicado por Os_bichos* às 19:06
link do post | comentar | favorito

História das Latas

“Com o objectivo de celebrar o início do ano lectivo e dar as boas vindas aos novos estudantes que chegam à cidade, a Festa das Latas é uma das mais características festas académicas de Coimbra. Mas nem sempre foi assim. Com origens no século XIX, a Latada realizava-se em Maio, quando os estudantes comemoravam efusivamente o término das actividades escolares, utilizando latas e outros objectos igualmente ruidosos. É apenas a partir dos anos 50/60 que a Festa das Latas ganha o formato que hoje conhecemos, com a cerimónia da Imposição de Insígnias, compra do nabo e o seu ponto alto, o Cortejo, onde os caloiros desfilam com as suas curiosas indumentárias e as mensagens satíricas normalmente referentes à realidade académica ou política do país.

Inicialmente, cada Faculdade tinha o seu próprio cortejo, realizado em dias diferentes. Com o aumento exponencial do número de alunos, a partir de 1979, e com restabelecimento das tradições académicas, optou-se por juntar todos os alunos nas mesmas festividades.

A Latada destaca-se também pela activa participação dos núcleos, o que lhe confere um carácter mais familiar do que a própria Queima das Fitas.L.G.”

(texto retirado do jornal universitário “A Cabra”)


O grupo “Os Bichos” resolveu participar activamente nesta festa, marcando presença em alguns eventos. A par das várias pesquisas elaboradas vamos procurar listar os acontecimentos que considerámos mais relevantes.
 


 


 

No ano decorrente (2007) e como já vem sendo hábito, a Serenata marcou o arranque da Latada. No dia 24 de Outubro ainda o relógio não dava as 24Hoo e já o espaço em frente à Faculdade de Letras se enchia de estudantes. Uns de pé, outros sentados e outros deitados no chão animavam a festa já “bem regados”.


Quando a primeira música se fez soar, o som da guitarra portuguesa desperta a emoção daqueles que pela primeira vez marcam presença naquele espaço ou daqueles que estão de partida.


 

É triste sim, a faculdade realmente marca a vida de um estudante, todas as amizades, todas as brincadeiras, todas as saídas, todos os jantares de curso, aquelas maravilhosas noites do parque… entre muitos outros aspectos.

No dia 25 como não podia deixar de ser, o Sarau Académico.

E no dia seguinte começam as noites de festa, com vários artistas à mistura… até dia 31 de Outubro foram seis dias de pura animação. Entre a fila para os WC’s improvisados ou as filas dos esfomeados, entre as várias tendas e barraquinhas de bebidas, entre as muitas risadas… é incrível o eterno bom ambiente deste espaço… ambiente contagiante que alguns de nós “Os bichos” temos vindo a ter o prazer de presenciar ao longo dos anos… até chegar a nossa noite, a nossa latada, a nossa festa!!!

No dia 30 de Outubro “Os Bichos” foram assistir ao Cortejo. Tirámos várias fotografias que resolvemos partilhar convosco, melhor do que a própria explicação só mesmo a nossa própria observação.

A concentração do desfile deu-se junto à estátua D.Dinis …


                   

                        

Todos juntos, caloiros e respectivos padrinhos iam descendo para a Rotunda do Papa…


                                          


 

 

     A fim de integrar os novos caloiros e de criticar o ensino superior… os fatos, os carros e cartazes no desfile eram bastante diversificados…

      

   

    

                                                                    

                                                              

    O desfile termina junto ao largo da portagem, nas escadas do Mondego, onde se consagra o Baptismo dos Caloiros.

O Baptismo marca o início de um novo ciclo na vida dos caloiros. A água do Mondego inunda os recém-chegados com o espírito académico de Coimbra.

    Este é realmente um dia especial para todos os estudantes de Coimbra, em particular, os Caloiros, que desfilaram rua abaixo de penico na cabeça e chupeta na boca, roendo o tradicional nabo, usando “vestes” a rigor, com a cor dos seus cursos, entre muitos outros adereços. ..

        É aqui, nas águas do Mondego que se marca o final do trajecto… com o penico cheio de água, o doutor baptiza o caloiro.


 


    Finalmente, e com muita pena chega o último dia desta festa, dia 31… mais uma noite animada pelos Orishas, entre outros grupos internacionais.

         Este é o dia da ressaca de todos os outros… o último dia desta tão marcante Festa das Latas, dedicada em grande parte aos novos caloiros, que chegam à nossa cidade de todos os cantos do país e não só.

         É realmente belo observar que as tradições ainda são o que eram, que ainda se mantêm… vida académica sem praxe não seria o mesmo “DURA PRAXIS SED PRAXIS”, o mesmo que dizer “A praxe é dura mas é a praxe”!

         Esperemos que as tradições se mantenham e no que compete ao grupo “Os Bichos” prometemos desde já, manter a tradição viva, pelo menos durante o tempo que passaremos por lá. 

A tradição Coimbrã… A tradição que emociona, marca e faz sorrir muita gente… a tradição da nossa tão bela cidade…

COIMBRA…


publicado por Os_bichos* às 18:53
link do post | comentar | favorito

Planificação do ano lectivo...

Tarefas Meses
Set. Out. Nov. Dez. Jan Fev. Março Abril Maio Jun.
-Escolha do tema;
-Criação do blog.
-Cortejo das Latas;
-Entrega do Relatório de Trabalho de campo;
-Apresentação da planificação á turma;
-Elaboração da capa de grupo.
-Entrega do Relatório de Trabalho de campo;-Apresentação da planificação á turma;
-Criar post no blog sobre o Cortejo das Latas;
-Visita à AAC;
-Apresentação do trabalho desenvolvido à turma,
-Apresentação do trabalho desenvolvido à turma,
-Alimentação do Blog.

-Recolher depoimentos de pessoas Anti-Praxe;
-Alimentação do blog;

- Realização e entrega de questionários em Repúblicas Anti-Praxe e Faculdades;

-Apresentação do Projecto na Escola Sec. Infanta D.Maria aos júri do concurso "Cidades Criativas";

-Alteração do Projecto Final para um Roteiro Turístico das Repúblicas; 

-Recolher informação de pessoas comuns;

-Ir a câmara municipal pedir a planta actual da cidade;

-Visitas à AAC;

Actualização do Blog;

-Desenvolver ideias para o poster;
-Começo do relatório final;
-Apresentação do Power Point.

-Realização de uma exposição sobre o tema à comunidade escolar;

-Continuaçao do poster;
-Alimentação do blog.
-Criação de um Roteiro Turístico pelas várias Repúblicas de Coimbra;

-Visita ao Centro turístico de Coimbra.

-Finalização do poster;
-Alimentação do blog com trabalhos finais;
-Finalização do relatório final;

-Visita ao centro turístico de Coimbra para aprovação do projecto final;

-Apresentação do Roteiro Turístico pelas repúblicas de Coimbra;
-Começo do Power Point Final.

-Apresentação do Power Point final à turma.

publicado por Os_bichos* às 16:16
link do post | comentar | favorito
Sábado, 17 de Novembro de 2007

A história da nossa escola...

A fim de nos localizarmos iremos apresentar-vos uma breve história da nossa escola. Situada num espaço bastante envolvente, rodeada de espaços verdes é uma escola que preenche todos os requisitos. Tendo começado a leccionar no ano lectivo de 1983/1984, altura em que por aqui apenas existia uma Quinta, a célebre Quinta das Flores, que também é hoje o nome da nossa escola.

 Não podemos esquecer que antigamente os recursos eram poucos, a escola foi surgindo lentamente e abriu com a preciosa ajuda da Escola Secundária Infanta Dona Maria.

De inicio tanto o número de professores como de funcionários era reduzido, mas os alunos iam surgindo em grande escala. Existia apenas um bloco (bloco A), mais tarde se deu início à construção do ginásio, seguiu-se o bloco B, bloco C e por fim bloco D.

Um aspecto curioso que pudemos observar com o testemunho de um dos membros mais antigos da escola foi o facto de que no início, quando ainda não existia refeitório na escola, os funcionários dirigiam-se ao que ainda restava da Quinta que nos deu espaço e nome, para comprarem morangos… deliciando-se assim com uma bela sobremesa…

Actualmente, os funcionários desta escola apresentam ainda o cuidado que têm vindo a ter ao longo dos anos no tratamento daquilo que mais caracteriza e favorece este espaço, o meio ambiente, a natureza, a enorme quantidade de árvores e plantas que por aqui encontramos.

Hoje a escola dispõe de quatro blocos, um ginásio, um refeitório, o poli onde nós alunos passamos parte dos intervalos, o Conselho executivo, a Secretaria, a Reprografia, a Papelaria, o Bar, o SASE, entre as muitas salas de apoio que vamos encontrando pelos blocos.

Temos como actual presidente do conselho executivo o Dr. Sobral.

Agradecemos desde já à Sra. Maria José, coordenadora do SASE e também uma das mais antigas funcionárias da escola, que nos prestou auxílio nesta pesquisa.

 

 

Localização

Rua Pedro Nunes

3030-199 Coimbra

Portugal




        Fotos recentes da Escola Secundária Quinta das Flores


 

Entrada

Espaços verdes

Painel da escola

Polivalente

 

 


publicado por Os_bichos* às 14:47
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 16 de Outubro de 2007

O que pretendemos com este projecto...

Tema: Vida e Tradições Académicas Conimbricenses

 

Sub-temas:

·        Origem e evolução da Praxe (evolução histórica);

·        Código da Praxe (2007);

·        Estatuto do Caloiro (Trupe; condições e obrigações do caloiro);

·        Origem da Queima Das Fitas; Festas Académicas (Noites do Parque);

·        A interligação do fado na vida académica (Serenata);

·        Tunas;

·        Repúblicas;

·        Traje Académico (Masculino/Feminino);

·        Queima do Grelo;

·        Rasganço (Recepção ao caloiro);

·        Cortejos;

·        Roteiro Turístico pelas várias Repúblicas de Coimbra (projecto final).

 

 

 

Com isto pretendemos…

 

… Dar a conhecer à comunidade escolar (e não só) as tradições académicas da nossa cidade; Analisar criticamente as consequências da praxe; Consciencializar a população pré-universitária para o seu futuro académico; Valorizar o património cultural da cidade; Destacar o actual papel da universidade na vida académica; Evidenciar a actualidade e ainda cumprimento das tradições académicas; Referir as consequências da vida académica no futuro dos estudantes; Destacar o impacto das praxes no passado, presente e futuro (Semelhanças, diferenças e visão criativa do futuro). Como serão as praxes no futuro? Continuarão as tradições a ser respeitadas?

  O nosso projecto final foi sofrendo alterações ao longo do tempo. Começou por incidir sobre a realização de um filme sobre a Praxe, actualmente visa a elaboração de um Roteiro Turístico pelas Repúblicas conimbricenses.

 

… Esperamos que tal como a nós, este tema vos interesse… ao fim de muitas e variadíssimas pesquisas (AAC- Associação Académica de Coimbra; Internet; Visitas à Universidade de Coimbra; Inquéritos e entrevistas a membros relacionados/ligados à Universidade; visita à Câmara Municipal, Centro do Turismo de Coimbra e Repúblicas; entre outras) os “bichos” pretendem esclarecer-vos, divertir-vos e informar todos os curiosos sobre o tema escolhido!


publicado por Os_bichos* às 15:30
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 9 de Outubro de 2007

A nossa cidade =)


Conheçam melhor a nossa cidade...

Coimbra localiza-se no centro de Portugal. É num percurso pela história, que descobrimos uma cidade milenar. Percorrendo os troços da antiga muralha, descobrem-se todos os recantos que a história foi construindo.

 

Caminhando por ruas centenárias, deixamo-nos deslumbrar pelas memórias de espaços únicos e admiramos a grandiosidade da cultura romana.

 

Na época romana, Coimbra era denominada “Aeminium”. A história de Coimbra é uma mistura de memórias árabes, judaicas e cristãs, numa cidade que nos continua a encantar com uma magia singular!

 

Foi em Coimbra que se criaram gerações e gerações de escritores e artistas, sem “vergonha de agarrar a luta e com vontade de marcar a história”!



 

A Universidade de Coimbra

 

 

Fundada pelo rei D. Dinis, em 1290, e transferida definitivamente para a cidade em 1537, a Universidade distinguiu secularmente Coimbra. Esta universidade conta já com mais de setecentos anos de história, sendo a terceira mais antiga da Europa.

A universidade faz parte de um antigo paço real sendo constituída pela sala dos capelos, a sala do exame privado e uma extraordinária biblioteca.

A biblioteca é característica do estilo barroco, sendo mandada construir pelo rei D. João V. O uso da talha dourada e a existência de madeiras exóticas originárias do Brasil, comtemplam, a sua magnífica beleza.

Aqui, encontram-se cerca de duzentas mil obras, a maior parte delas escritas em latim, referentes aos mais diversos temas: Filosofia, teologia etc...

É sem dúvida, o “ex-libris” da universidade de Coimbra.




A Torre da Universidade...

Mais conhecida entre os estudantes pela “cabra”, é a velha torre que ainda hoje continua a marcar as horas na cidade.

Em Maio, Coimbra encontra-se ao rubro, com a festa dos estudantes. A “queima do grelo” atrai á cidade inúmeros visitantes que se deixam apaixonar pelas tradições académicas seculares.

 


A Rainha Santa Isabel...

 

D. Isabel de Aragão nasceu em Saragoça, em 1270, e o casamento com o rei D. Dinis trouxe-a para Portugal.

Foi uma mulher absolutamente notável! Apoiou numerosas instituições, com uma visão que em muito ultrapassa a piedade religiosa!

Era uma grande diplomata, liderando muitas tentativas de reconciliação entre D. Dinis e o seu filho, que haveria de ser o futuro rei D. Afonso IV. Deixou profundas marcas na paisagem de Coimbra: aos quarenta e quatro anos (1314) obtém, junto do papa Clemente V, licença para a construção do Mosteiro de Santa-Clara-a-Velha. Depois da morte de D. Dinis (1325), torna-se Clarissa e, poucos meses depois, parte em peregrinação a Santiago de Compostela, onde depõe toda a sua riqueza.

Hoje, a Rainha Santa descansa no Mosteiro de Santa-Clara-a-Nova. Simbolicamente, desce às ruas da cidade de dois em dois anos no dia quatro do mês de Julho. Reza a lenda, que certo dia D. Isabel se dirigiu a um bairro pobre da cidade a fim de distribuir pão aos pobres. D. Dinis, ao saber deste acontecimento, ficou desconfiado e decidiu ir comprovar com os seus próprios olhos. Ao chegar ao bairro onde a esposa se encontrava interrogou-a acerca do que levava no seu regaço. A rainha respondeu prontamente que eram rosas, quando na realidade eram pedaços de pão. Este milagre ficou conhecido por “milagre das rosas”, que ainda hoje encanta miúdos e graúdos.

 


 


Inês de Castro e D. Pedro

Uma trágica história de amor

 

Inês de Castro terá conhecido D. Pedro nos Paços Reais de Alcáçova de Coimbra, onde hoje é a universidade. A sua beleza encantou, de imediato, o príncipe herdeiro e a paixão fê-lo viver o amor mais proibido de toda a história portuguesa!

Inês residia no Paço do Convento de Santa-Clara-a-Velha, e era aí que recebia as cartas de amor de Pedro que, segundo a lenda, eram transportadas por um pequeno cano que levava as águas das fontes da Quinta do Pombal, hoje Quinta das Lágrimas, até cerca do Mosteiro de Santa-Clara-a-Velha.

As conturbadas ligações entre o reino de Portugal e Castela, haviam de ditar um final verdadeiramente trágico para uma história de amor que permanece infinita.

Nos primeiros dias de Janeiro de 1355, em Montemor-o-Velho, D. Afonso IV decide a sorte de Inês de Castro. A sete de Janeiro de 1355, no Paço de Santa Clara, Inês é morta a par com os seus filhos. Dois anos depois, D. Pedro é coroado rei de Portugal, mandando matar os responsáveis pela morte de Inês de Castro. Mesmo morta, o rei D. Pedro mandou coroar Inês de Castro, como rainha de Portugal, desafiando toda a eternidade com o amor que viveu! E assim está a paixão segundo D. Inês: eterna, inspiradora e única!

 

Coimbra e a contemporaneidade...

 

 Coimbra é, para além da História, a excitante descoberta da contemporaneidade.

A paisagem urbana constrói-se todos os dias, em desafios notáveis: a transparência entre o passado e o presente.

E, junto ao rio, a cidade parece não dormir! Não são só as novas pontes que marcam o perfil de Coimbra: é a vida que acontece!

Restaurantes, bares, concertos, exposições, um enorme espaço verde para famílias inteiras!

O parque vede do Mondego parece prolongar a vida da antiga Baixa. Depois das livrarias, doa antiquários, das ourivesarias, dos restaurantes, das lojas de artesanato, das galerias de arte, nada como descansar os olhos sobre o rio e ouvir a vida! Esta cidade dá-nos ainda a oportunidade de navegar pelas límpidas águas do Mondego através do “Basófias” que é um barco turístico.

Ah, falta-nos ainda falar da majestosa e imponente Igreja de Santa Cruz! Aqui jazem os restos mortais do primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques! Simplesmente fantástico!

Coimbra é sem dúvida um local de visita obrigatória em Portugal!!!



 

 

 




publicado por Os_bichos* às 14:59
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 4 de Outubro de 2007

Os bichos são...

... quatro alunas do 12ºano da Escola Secundária Quinta das Flores localizada na célebre  "Cidade dos Mil Encantos"... Coimbra e mais nenhuma ... 

     Ingressámos no Curso de Humanidades! Adoptámos o nome "bichos" e assim que começarmos a expôr as nossas ideias perceberão porquê!  Como "bichos" que somos estamos prontos a devorar qualquer "inimigo" que se atravesse ao longo deste percurso (Concurso Cidades Criativas).

     Portanto, fiquem atentos... brevemente publicaremos posts com variadíssimas informações e curiosidades sobre o tema escolhido "Vida e Tradições Académicas"!

Ficamos também à espera dos vossos comentários, sugestões e até mesmo críticas que visem melhorar o nosso trabalho!

O nosso grupo é composto por quatro "bichos"  que,  orientados pela professora Clara Moura Lourenço prometem  dar luta aos demais concorrentes...  e a estes, desde já os nossos votos de muita sorte!!

 

 

 

Somos nós... 

 


 Ana Domingos, 17 anos

 

 Olá a todos!!!

 Sou a Ana, tenho 17 anos e tenho uma personalidade muito forte além disso sou uma pessoa extrovertida e com um grande sentido de humor. Sou um dos "bichos" a dar tudo por tudo pa alcançar o nosso objectivo....

 

 

 

Diana Silva, 18 anos

 Olá a todos!!! 

Eu sou a Diana, tenho 18 anos e vivo numa das freguesias de Coimbra! Sou extrovertida, amiga, muito brincalhona... ha até quem diga hiperactiva...

Adoro a natureza, a minha família, amigos, animais, voluntariados, paz, a noite... 

Na escola sou um bocadinho preguiçosa, mas quando gosto aplico-me... pretendo seguir psicologia criminal ou clínica...

Enfim... sou mais um dos "bichos" que promete dar tudo por tudo para alcançar o grande objectivo! "

  

Mónica Silva, 18 anos

 

Olá a Todos!!!

Sou a Mónica, tenho 18 anos e sou uma rapariga preguiçosa e preocupada com a sociedade em que vivemos. Vou contar-vos um segredo.... Sonho ser especialista em  Terapia da Fala.

Sou mais um dos "bichos" a dar tudo por tudo pa alcançarmos a nosso objectivo.

 

 

 Marta Vaz, 17 anos

 

Olá a todos!!!

Sou a Marta, tenho 17 anos. Os meus amigos dizem que sou hiperactiva, extrovertida, instável e que tenho uma energia "fora de série"... O meu maior sonho é ir à Rússia e ser juíza. Sou uma pessoa com uma personalidade muito contagiante... 

Sou o último "bicho" a dar tudo por tudo pa alcançar este grande objectivo.

 




publicado por Os_bichos* às 18:50
link do post | comentar | favorito

Mais sobre nós...


ver perfil

seguir perfil

. 3 seguidores

Pesquisa neste blog

 

Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts recentes

Roteiro Turístico pelas R...

Alteração do Projecto

"DVRA PRAXIS SED PRAXIS"

História das Latas

Planificação do ano lecti...

A história da nossa escol...

O que pretendemos com est...

A nossa cidade =)

Os bichos são...

Arquivos

Março 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Links

SAPO Blogs

subscrever feeds